Comparar genomas para compreender “truques” dos micróbios

Por vezes, se estiver dentro de um edifício, é difícil perceber se está a chover ou não lá fora. Contudo, facilmente concluirá que a chuva cai se vir pessoas com guarda-chuvas abertos. O guarda-chuva é um acessório que ajuda o ser humano a lidar com o seu ambiente.

As bactérias também podem usar “acessórios” para melhor enfrentarem os respetivos ambientes. Estes acessórios, no entanto, têm efeitos muito mais profundos nas vidas dos micróbios, já que assumem a forma de genes que podem ser integrados nos seus próprios genomas. Estes genes “acessórios” são obtidos de outros micróbios ou do ambiente, e podem desempenhar vários papéis, desde permitir que as bactérias resistam a antibióticos, a possibilitar associações simbióticas com plantas.

Imagem: Adrianna Calvo/ Pexels

No InPP, o Departamento de Gestão de Dados e Análise de Risco está a comparar genomas bacterianos para identificar aqueles que têm genes “acessórios” que possam ajudar as plantas a defender-se melhor de organismos patogénicos. Por outro lado, estas análises também nos permitem descartar estirpes bacterianas que possam ter efeitos adversos. Esta informação será crucial para identificar micróbios e características microbianas importantes para a proteção de plantas.

Siga o InnovPlantProtect no Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram

pt
en fr de it pt es